Uncategorized

Mídia alternativa reúne cerca de 100 ativistas no Rio para debater monopólio da comunicação

 

3 rioblogprog

Mesa de abertura contou com o ator Bemvindo Sequeira, o blogueiro Miguel do Rosário, a dirigente do PCdoB Luana Bonone e o cientista político Theófilo Rodrigues.

 

Como superar o monopólio dos meios de comunicação no Brasil? Esse foi o pano de fundo do III Encontro Estadual de Blogueiros e Ativistas Digitais do Rio de Janeiro (RioBlogProg) que reuniu cerca de 100 ativistas na sede do Viva Rio no último fim de semana.

O ator Bemvindo Sequeira abriu o evento comparando o 1o. de abril de 1964 com o 1o. de abril de 2016: “A grande diferença é que hoje temos informação. Não dá mais pra dar golpe. Com blogs e a internet as pessoas conseguem saber o que está acontecendo pra além daquilo que falam na televisão”.

O jornalista Miguel do Rosário do blog O Cafezinho enfatizou a importância dos blog na construção de uma narrativa contra hegemônica. “Nosso papel é o de desconstruir o pessimismo cotidiano da mídia”, ressaltou Miguel.

A dirigente do PCdoB, Luana Bonone, buscou demonstrar o equívoco da política de comunicação do governo Dilma Rousseff. “É um absurdo que o próprio governo federal patrocine o monopólio da mídia no país”.

O evento reuniu não apenas blogueiros, mas também rádios comunitárias, TVs Comunitárias e jornais de bairro. “É essa pluralidade e diversidade que garante a força da mídia alternativa no país”, finalizou o cientista político Theófilo Rodrigues.

O evento foi uma etapa preparatória para o Encontro Nacional de Blogueiros que ocorrerá em maio em Belo Horizonte.

Anúncios

Discussão

Um comentário sobre “Mídia alternativa reúne cerca de 100 ativistas no Rio para debater monopólio da comunicação

  1. No encontro do Rio foi apresentada por uma das participantes a proposta de que, de alguma forma, seja ajuizada ação com o fim de pleitear a cassação da concessão da rede globo de televisão. O principal motivo apresentado é a participação da emissora de forma direta na formação de opinião pública, em prol do golpe de estado que se tenta implementar no Brasil, comportamento não admissível para uma concessão pública.

    Parece que o melhor caminho é interpor uma AÇÃO POPULAR. Os requisitos são: que se destine a reparar o impedir atos ou condutas que importem em dano ou lesão contra o meio ambiente, ao consumidor, à ordem econômica, a livre concorrência, ao patrimônio histórico, ao patrimônio turístico, ao patrimônio artístico, ao patrimônio paisagístico, ao patrimônio estético, bem como a qualquer outro interesse difuso ou direito coletivo.

    Um advogado poderá dar a palavra final.

    Mais detalhes:
    http://www.ambito-juridico.com.br/site/?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=9888&revista_caderno=9

    Publicado por Kleber da Silva Simões | abril 6, 2016, 1:05 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Clique aqui para baixar os materiais da campanha:

%d blogueiros gostam disto: